Live Brinquedos e Brincadeiras - https://www.youtube.com/watch?v=g399T3adAWM

JANEIRO - A CPFL, depois de conhecer o Programa de educação ambiental Olho D'Água, através da plataforma do Incentiv.me, fez uma importante doação para o desenvolvimento de suas ações durante este ano.

Primeiro relatório de ações desenvolvidas de 18/3/2020 a 18/5/2020 - período de pandemia.

 

Atendendo orientação de órgãos superiores, a Associação Crescer no Campo suspendeu suas atividades no núcleo a partir do dia 18 de março para os participantes. A equipe, desde o dia 20, permanece em casa, sendo que 30 dias foram de férias antecipadas. Já, no início, a Organização pensou em uma forma de participar de algum movimento maior dirigido aos que mais precisam, por isso, buscando oportunidades, em 18 de abril estabeleceu uma parceria com o Fundo Social do Município na Campanha Unidos por um Propósito, para arrecadação de alimentos, produtos de higiene e limpeza. Neste sentido, alguns participantes da Orquestra e Grupo de Canto produziram um vídeo com um jingle sobre a campanha, postado nas páginas do Facebook do Fundo Municipal de Solidariedade e da Organização. Num momento em que transformar suas ações era o único caminho para continuar mantendo contato com seus participantes e famílias, o curso de música, com ensino de canto e prática de instrumentos, foi o primeiro a ser oferecido através de aulas síncronas por aplicativo, às terças e quintas feiras, desde 18 de março. A princípio, a proposta com grupos maiores, indicou pouca eficácia nos resultados, por isso, foi substituída pelo trabalho com mais grupos e menos participantes por grupo, a partir do mês de maio. Esta primeira experiência motivou a equipe a continuar, transformando as oficinas em vídeos e enviando aos participantes que, incentivados, interagem com o educador. Assim, os vídeos das oficinas Tecendo Conhecimentos, Literatura Criativa, Roda da Canção e Educação Ambiental estão sendo postados desde 28 de abril, às segundas e quartas feiras. Ainda, se tratando de Educação Ambiental, a Horta continua sendo mantida com todo o processo de cultivo - plantio, rega, poda, limpeza, adubação, nutrição e colheita. Na ausência dos participantes o consumo está sendo feito por moradores da fazenda. Da mesma forma, o Viveiro continua produzindo suas mudas, com procedimentos de quebra de dormência, germinação, desbaste e transplante. Atualmente possui 2000 mudas de 15 espécies nativas. Contatamos as famílias através de celular ou visitas, oferecendo nosso apoio e orientando, se necessário. A equipe, isolada socialmente, se comunica diariamente para discutir as produções e trocar informações. As reuniões de grupo acontecem semanalmente por vídeo, quando se avalia e define as próximas ações.  Os educadores escolheram cursos online de acordo com sua área de interesse e, o grupo, está participando do curso cujos temas são Desafios da Prática Educativa Humanizadora e Inteligência Emocional e sua aplicação em Educação Social, ministrado pela Educadores Sociais Projetos e Serviços.

Segundo relatório de ações desenvolvidas de 18/5/2020 a 30/6/2020 - período de pandemia.

 

As respostas à crise, que observam os princípios de equidade, inclusão,  sustentabilidade e contemporaneidade, ou seja, de educação integral, continuam sendo desenvolvidas. Mesmo sendo um desafio, a experiência tem motivado os educadores a continuarem criando e provocando nossas crianças e adolescentes. As oficinas transformadas em vídeos, explorando temas relativos a artes plásticas e visuais, literatura, meio ambiente e iniciação musical são enviadas aos participantes que, incentivados, seguem interagindo com os educadores. O curso de música, com ensino de canto e prática de instrumentos, chega aos participantes através de aulas síncronas por aplicativo. Neste período, foram enviados 30 vídeos das diferentes oficinas e dadas 141 aulas de música para 7 grupos, com uma média de 6 participantes por grupo. Os retornos aos vídeos, em forma de desenhos, dados de pesquisas, respostas a desafios, fotografias, produção de vídeos, criação de instrumentos musicais e dobraduras, são apreciados pelos educadores e postados no facebook. Embora isolado, o grupo de educadores se comunica diariamente, para discussão de ideias e elaboração de propostas. As reuniões de Equipe acontecem semanalmente por vídeo, quando se avalia e define as próximas ações. Com esta mesma frequência, se reúne para cursos de capacitação e estudo dirigido. Desafios da Prática Educativa Humanizadora e Inteligência Emocional e sua Aplicação na Educação Social, são os temas que têm sido trabalhados pela Educadores Sociais no processo de capacitação. Neste sentido, a equipe tem se dedicado, continuamente, a cursos individuais. Uma nova ação, em desenvolvimento, é a proposta do Primeiro Festival de Inverno Crescer no Campo. Meio Ambiente, o tema escolhido, norteará crianças e adolescentes em suas criações, podem se inscrever em artes plásticas através de desenho, pintura, dobradura e artesanato com materiais recicláveis; artes visuais através da fotografia; literatura através da poesia e música. Foram feitos a arte e o regulamento onde consta, em meio a outras diretrizes, o período de inscrições - de 15/6 a 15/7- e o período de votação - de 27/7 a 1/8, quando serão dados os resultados durante uma live. O contato dos educadores com as crianças e adolescentes tem sido uma constante, falam sobre o retorno aos seus vídeos, sobre as tarefas escolares e, no momento, sobre a participação no Festival de Inverno. Com os familiares o contato continua sendo feito pela assistente social que tem se informado quanto à condição econômica, social e, muitas vezes, pessoal e orientado sobre a obtenção de auxílios emergenciais financeiros ou de alimentação.

Neste sentido, os dados do primeiro período, computados e transformados em gráficos, revelaram que 41% das famílias tiveram a renda comprometida devido ao desemprego, diminuição da carga horária ou demanda para determinados serviços; 42% foi beneficiada pelo auxilio emergencial do governo suprindo, dessa forma, o comprometimento da renda e 21% recebeu auxilio municipal de alimentação. A ideia é de continuar oferecendo nosso apoio e orientação, se necessário, com intuito de fortalecer os vínculos com a Organização e identificar possíveis problemáticas sociais. Com o propósito de entender o procedimento de cada escola no envio dos conteúdos através das tarefas escolares e de vídeo aulas e de saber como poderíamos contribuir, retomamos o contato com todas elas onde nossas crianças e adolescentes estão matriculados. Estas informações se mostraram extremamente importantes na orientação, aos participantes, de como desenvolver uma rotina num tempo em que os meios que conhecem já não podem operar. Seguiremos produzindo ações que não apenas busquem responder aos desafios atuais, mas que sejam coerentes com as que vínhamos desenvolvendo até aqui e promovam novas ideias para os futuros planejamentos, pós crise.

Terceiro relatório de ações desenvolvidas de 30/6/2020 a 10/8/2020 - período de pandemia.

 

No processo da pandemia, entendendo como um período de oportunidade de crescimento, o grande aprendizado de todos foi transformar a nova experiência em algo mais forte, de adaptação em meio a tantas dificuldades. As crianças e adolescentes mostraram uma maior autonomia e segurança, principalmente, ao darem retorno a propostas singulares que sugeriam não só manifestações artísticas e literárias, mas que seriam expostas a julgamentos externos à Organização. Este desempenho foi observado durante a organização e apresentação do primeiro Festival de Inverno Crescer no Campo, sobre o tema Meio Ambiente, com participação de 51% das crianças e adolescentes. As obras, entre artes plásticas, visuais, poesia e música, foram exibidas em vídeos durante uma live no dia primeiro de agosto, quando anunciamos os vencedores das diversas categorias. As premiações foram possíveis graças a doações de várias empresas. Para maior imparcialidade, houve a participação de um júri técnico da comunidade cujos votos, de maior peso, foram somados aos do público em geral. Nos dias subsequentes, continuamos postando depoimentos de participantes sobre esta nova experiência. A parceria com o Fundo Social do Município para a campanha Unidos por um Propósito continua. Nossos meninas e meninos da Orquestra e Grupo de Canto, além de produzirem um jingle sobre o movimento, participaram de uma live com o mesmo propósito. Nesta mobilização a Crescer no Campo colaborou com 15.000 peças de roupas e acessórios e 6.000 Kg de alimentos. Até o momento, 53 oficinas foram criadas e enviadas no formato de vídeos para as crianças e adolescentes, sempre relativas a artes plásticas e visuais, literatura, meio ambiente e iniciação musical. Neste sentido, foram dadas 160 aulas de música para 7 grupos, com uma média de 6 participantes por grupo.69% dos participantes, em média, têm dado retorno aos vídeos mensalmente; em relação ao curso de música - canto e prática dos instrumentos - 54% dos que já participavam continuam assistindo às aulas. Os retornos aos vídeos, em forma de desenhos, dados de pesquisas, respostas a desafios, fotografias, produção de vídeos, criação de instrumentos musicais e dobraduras, são apreciados pelos educadores e postados no Facebook. O contato entre educadores, crianças e adolescentes continuam, falam sobre o retorno aos seus vídeos, sobre as tarefas escolares e, nos últimos dias, sobre a participação no Festival de Inverno. Com os familiares, o contato continua sendo feito pela assistente social que se informa quanto à condição econômica, social e, muitas vezes, pessoal, orientando quando necessário. Neste sentido, os dados deste período, computados e transformados em gráficos, revelaram que 48%das famílias estão com a renda comprometida devido ao desemprego, diminuição da carga horária ou demanda para determinados serviços; 42% tem sido beneficiada pelo auxilio emergencial do governo suprindo, dessa forma, o comprometimento da renda e 19% tem recebido auxilio municipal de alimentação. A ideia é de continuar oferecendo nosso apoio e orientação, se necessário, com intuito de fortalecer os vínculos com a Organização e identificar possíveis problemáticas sociais. Continuamos a fazer contato com as escolas, especialmente quando sentimos que suas informações podem nos ajudar em relação às orientações para os participantes e familiares. Quanto aos educadores, parte continua isolada e, o restante, desenvolve atividades no escritório, seguindo os protocolos de segurança. Entretanto, o grupo continua se comunicando diariamente, e as reuniões de Equipe, por vídeo, têm acontecido com maior frequência, quando se discute as atividades em desenvolvimento, avalia, propõe e define as próximas ações. Os educadores mantêm-se capacitando através de cursos online de acordo com sua área de interesse.

Assim, seguiremos acompanhando nossos protagonistas de perto, ainda que por outros recursos que nos permitem encontros à distância.

Quarto relatório de ações desenvolvidas de 10/08/2020 a 12/10/2020 - período de pandemia.

 

A proposta de continuidade do desenvolvimento da arte, da cultura, da tecnologia e do meio ambiente, tem demonstrado, neste contexto desafiador, a característica da Crescer no Campo de se reinventar com criatividade e motivar a construção de respostas pelas crianças e adolescentes diante das demandas apresentadas. Durante este período, 33 oficinas foram criadas e enviadas no formato de vídeos, com 138 retornos. Em relação ao curso de música - canto e prática dos instrumentos - 60 aulas foram dadas para 7 grupos, com uma média de 6 participantes por grupo. Os retornos aos vídeos, em forma de desenhos, fotografias, produção de vídeos e dados de pesquisas, são apreciados pelos educadores e postados no Facebook. Além das atividades de rotina, relativas a estas oficinas e aulas por aplicativo, temos procurado criar algo diferente que possa surpreender, provocando maior interesse e motivação nas crianças e adolescentes. Nos meses de junho e julho se empenharam em produções para apresentarem no Festival de Inverno, já descrito no relatório anterior. Na sequência, no final de agosto, informamos sobre uma live solidária com o cantor e compositor Toquinho, que aconteceria no dia 9 de outubro. A partir do anúncio, buscamos crianças e adolescentes que gostariam de participar de gravações para integrar esta apresentação, foram 34 envolvidos, seja pelo coral, vídeos para divulgação ou interação com o cantor ao vivo. A exibição foi um sucesso, as crianças e adolescentes tiveram um excelente desempenho, e os resultados alcançados irão compor nosso orçamento para seguirmos com nossas atividades no próximo ano. O lançamento do novo Projeto aconteceu no início de setembro, com o tema Brinquedos e Brincadeiras e possibilidades de apresentações na área de artes plásticas, visuais, música e poesia. A comunicação entre educadores, crianças e adolescentes continuam, falam sobre seus sentimentos em relação ao isolamento, retorno aos seus vídeos, participação na próxima live e, mais recentemente, sobre a participação no Projeto Brinquedos e Brincadeiras. Com os familiares, o contato por celular, visitas e pesquisas pelo WhatsApp continua sendo feito, principalmente, pela assistente social que se informa quanto à condição econômica, social e, muitas vezes, pessoal, orientando quando necessário. Neste sentido, os dados deste período, computados e transformados em gráficos, revelaram que 61% das famílias estão com a renda comprometida devido ao desemprego, diminuição da carga horária ou demanda para determinados serviços; 42% têm sido beneficiada pelo auxilio emergencial do governo suprindo, dessa forma, o comprometimento da renda e 56% dos participantes está tendo dificuldades para realizar as atividades enviadas pela Organização no período de Pandemia. A ideia é de continuar oferecendo nosso apoio e orientação, se necessário, com intuito de fortalecer os vínculos com a Organização e identificar possíveis problemáticas sociais. Mantemos a parceria com o Fundo Social do Município para a campanha Unidos por um Propósito, disponíveis para divulgação e arrecadação. A colaboração com as escolas continua, especialmente para comunicação com famílias de difícil contato. Quanto aos educadores, parte continua isolada e o restante desenvolve atividades no escritório, seguindo os protocolos de segurança. Entretanto, o grupo continua se comunicando diariamente e as reuniões de Equipe, por vídeo, têm acontecido com maior frequência, quando se discute as atividades em desenvolvimento, avalia, propõe e define as próximas ações. Os educadores mantêm-se reciclando através de palestras, cursos online e participação no Programa de Formação do Itaú Unicef.

Prosseguimos, então, com nossas atividades, priorizando a manutenção do vínculo e do respeito, que valoriza o processo de aprendizagem facilitando estratégias de reflexão sem ter o foco apenas nos resultados.

Quinto relatório de ações desenvolvidas de 12/10/2020 a 12/12/2020 - período de pandemia.

No período após o último relato, foram enviados, aos nossos participantes, 20 vídeos sobre arte e cultura, 10 aulas síncronas de música - canto e prática dos instrumentos - para cada um dos 7 grupos, com uma média de 6 participantes por grupo. Os retornos aos vídeos, em forma de desenhos, fotografias, produção de vídeos e dados de pesquisas, continuaram sendo apreciados pelos educadores e postados no Facebook. O desenvolvimento de Projetos, simultâneos às atividades de rotina, continuou motivando e provocando uma maior participação e envolvimento de crianças e adolescentes. Iniciamos com o Festival de Inverno, em seguida, a live Solidária com o cantor Toquinho e, por último, o Projeto Brinquedos e Brincadeiras, divulgado em 8 de setembro. Nos meses de outubro e novembro aconteceram adesões, produções e gravações na área de artes plásticas, visuais, música e poesia que integraram a live de encerramento desta proposta. Os que fizeram arte em casa, fotografaram, filmaram, expressaram suas emoções em relatos e nos enviaram. Os que se apresentaram resgatando brincadeiras, através de pesquisas ou entrevistas com familiares, também discorreram sobre suas escolhas e fizeram suas gravações nos espaços da Organização com auxílio dos educadores, como os que declamaram, tocaram ou cantaram. Outra apresentação foi uma roda de conversa entre adolescentes que refletiram sobre o período de isolamento, expressando seus sentimentos e perspectivas. Desta forma, com todos os cuidados necessários, tivemos, no último mês, algumas atividades presenciais que contribuíram para que a live de encerramento do Projeto Brinquedos e Brincadeiras, no dia 3 de dezembro, fosse sucesso absoluto. Seguimos, então, contatando os participantes e familiares, estimulando o compartilhamento de informações e sentimentos. Neste sentido, continuamos detectando famílias que não estão comprometidas com a participação de seus filhos nas atividades propostas pela Organização ou, até mesmo, pela escola. Neste caso, estamos falando de crianças que dependem de um adulto que os ajude a cumprir com seus compromissos, principalmente na utilização de alguma tecnologia. Quanto aos resultados, já vínhamos observando, no decorrer deste percurso, uma maior autonomia e segurança por parte dos que mais participavam, o que foi retratado por brilhantes apresentações na última live. Neste período de final de ano, o contato da assistente social com as famílias tem sido presencial, quando obtém informações e comunica a época das rematrículas, ou seja, início de janeiro. Os que buscam vaga estão sendo atendidos no escritório e inscritos na lista de espera. Assim, estamos terminando este ano, diferente de todos que já vivemos, cheio de desafios e angústias, mas que nos trouxe muito aprendizado e crescimento por consequência das dificuldades.

Associação Crescer no Campo

Rua Xavier Ribeiro 218 - Espírito Santo do Pinhal - SP - 19 3651 7553

Web Design - Carlos Aliperti

  • Página Crescer no Campo
  • Youtube Associação Crescer no Campo